Zé Urbano

Loading...

quinta-feira, 24 de março de 2011

Ponto G

E lá vou eu...
correndo noite afora
atrás daquela senhora
que passsa sem me ver...

que passa desaforada,
vento ventando vestido,
de tragada e baforada,
cuspindo: culpado é o cupido!!

Vou direto ao ponto G,
que fica bem no seu ouvido,
digo tudo o que sei dizer
e ela diz: tá consentido!!!

Só pernoite é pouco pra motel,
uma semana de recolho,
subindo parede de rapel
sem nunca pregar o olho,

aproveito a chance dada
por essa senhora despida
que empunha minha espada
e faz valer a pena, minha vida!!

sábado, 19 de março de 2011

“Se você tem uma maçã e eu tenho uma maçã e nós trocamos as maçãs, então você e eu ainda teremos uma maçã. Mas se você tem uma idéia e eu tenho uma idéia e nós trocamos essas idéias, então cada um de nós terá duas idéias”.
Bernard Shaw

quinta-feira, 10 de março de 2011

ESPíRITO VOYEUR

EU FORNICO
TU FORNICAS
ELE FORNICA
NÓS FORNICAMOS
VÓS FORNICAIS
ELES ESPIAM....

sexta-feira, 4 de março de 2011

NÃO É MOLE! MAS QUEM DISSE QUE MOLIÈRE?
(SHAKE,SHAKE,SHAKE)

JOGUEI MEUS OLHOS CONFUSOS
NOS OLHOS DA MOÇA QUE PASSAVA
E NO MEIO DE OLHARES DIFUSOS
ACHEI A METADE QUE ME FALTAVA.

PRIMEIRO UM OLHAR OBTUSO...
DEPOIS UM OLHAR DE PEDRA,
DE REPENTE OUÇO CARUSO
E UMA DISSONÂNCIA ME ENLEVA,

BAMBOLEIO FEITO UM MARIONETE,
PARECE ATÉ QUE EU VÍ UM "UFO"!
TOMARA NÃO SEJA UMA MACBETH...
QUE DEUS À LIVRE DESSE TARTUFO!
Poesia de Eliakin Rufino, poeta de Roraima
e integrante do Movimento Roraimeira.

http://antologiamomentoliterocultural.blogspot.com/2009/03/momento-litero-cultural-entrevista_31.html


O Brasil não é aqui


O sul do Brasil é europeu
Tem gente que não fala português
o sudeste é americanizado
as bandas cantam rock em inglês
Manaus entrou na linha de montagem
os gringos pagando uma sugesta
São Luís é a Jamaica maranhense
Carajás é a Suíça da floresta
o que é importado é mais bonito
o que é nacional pra nós não presta

A Bahia é uma nação africana
Mato Grosso ainda é Paraguai
Recife é a Veneza brasileira
Por isso que a República não vai
a lavagem cerebral é tão medonha
e na mente vazia nada resta
no sonho de querer ser estrangeiro
brasileiro toma injeção na testa
o que é importado é mais bonito
o que é nacional pra nós não presta

Brasília é o Egito enigmático
é o congresso dos novos faraós
o nordeste é a Índia sem comida
Goiás é a terra dos caubóis
é tanto imitação e macaquice
que a cabeça ingênua não contesta
o Brasil é o túmulo do samba
mas a música estrangeira faz a festa
o que é importado é mais bonito
o que é nacional pra nós não presta